Vitamina S de sujeira

Faz tempo que estou pra falar desse assunto que foi matéria no Jornal Nacional, onde um estudo comprova que limpeza demais faz mal à saúde do bebê. Clique aqui para ver a reportagem.

No dia seguinte à exibição da matéria tivemos consulta com o pediatra e, segundo ele, a matéria pode ter sido perigosa. O índice de mortalidade em bebês que nasceram no campo é maior do que os que nasceram na cidade, consequentemente os “sobreviventes” serão os mais fortes.

Sou o tipo de mãe que tem por hábito dizer que “o que não mata, fortalece“. Nunca fui de ferver tudo o que cai no chão, não esterelizo mamadeiras e chupetas todos os dias (nem tenho o esterelizador, fervo água e jogo tudo numa vasilha), desde 2 meses a Angelina ficava deitadinha num edredon no chão da sala, pé no chão é bem comum em casa (entre todos). Enfim, acho que sou tranquila até demais nessa área.

Domingo passamos o dia na chácara da vovó Nanci e ela se esbaldou de brincar no chão da varanda que, por ser chácara, tinha muita terra. Como eu já sabia que seria assim, coloquei uma calça já manchada e deixei brincar o tanto que quis. A calça deu PT, rs. E ela se divertiu muito.

Chegando em casa dei um bom banho, daqueles dos pés à cabeça deixando um tempo de molho. A água da banheira parecia um caldo de feijão de marrom que saiu.

As duas únicas coisas que me incomodam são os animais criados soltos, naturalmente eles não têm a mesma higiene dos animais criados dentro dum apartamento ou casa fechada. Eles rolam na terra, matam e comem outros bichos, têm pulga, carrapato. A outra coisa é o cigarro, por razões óbvias.

Nesses casos acho que não são anticorpos a se adquirir, tem que protejer mesmo.

A Angelina tem tido muitas gripes e resfriados, as vezes mais fortes, as vezes menos. Conversei com o pediatra sobre o fato de morarmos em apartamento, fica tudo fechado e tem a gata (que é beeem peluda). Ele disse que as gripes dela são normais nessa idade, principalmente porque vai a escola. É um processo alérgico que envolve o tempo seco, a poeira, o apartamento fechado, a gata, tudo. Porém, não há complicações, nem febre ela tem. Então não é o caso de mudar de vida por esse motivo. Continuamos observando.

De resto ela está se desenvolvendo cada vez mais forte e, apesar das gripinhas, estomatite, fungos, viroses, etc, ela nunca se abala nem perde o apetite.

O pai já é mais preocupado, um dia ele disse que deveria ter uma lei que criança só pode sair de dentro de casa depois de 2 anos (pensa?!).

E na casa de vocês, como funciona? Será que sou exagerada ou desligada demais?

 

4 Comentários (+adicionar seu?)

  1. Monica
    jun 19, 2012 @ 19:08:36

    Ka, não tenho bebe ainda, mas compartilho sua “questã”. Como proteger dessas coisas, que fazem parte da vida? Espero, sinceramente, ser desencanada como vc qdo tiver o “luchinho/a”. Quero deixa-lo brincar na terra, no chão e até com os cachorros, que são mais que presentes na nossa vida🙂
    Essa historia de bebe da zona rural morrer mais que bebe urbano levou em consideração todas as condições envolvidas: transporte, medico disponivel, cultura dos pais para uma observação do ambiente… sei lá. Ainda sou mais vc…

    Responder

  2. minhaprimeiragravidez
    jun 19, 2012 @ 20:08:04

    Mony, a Angelina ama a Dory, dorme na cama e tudo… mas quando ela cisma pegar os gatos aqui do Ibilce não dá né. Cachorro nem me preocupa pq ela tem medo. Foge até daqueles bonitinhos e cheirosos que ficam na vitrine. O importante é estar saudável né, hehehe

    Responder

  3. Rafaela
    jun 20, 2012 @ 13:01:21

    Oi Ka! Está super certo seu ponto de vista! Quanto a crianças de campo terem índice de mortalidade maior que crianças da cidade muito outros fatores estão relacionados além da sujeira que estão expostas: falta de assistência médica, pré-natal, doenças genéticas (muito comum devido a casamento entre primos, etc)… Fato é que quanto mais deixar a Angelina em locais protegidos de antígenos menos anticorpos ela vai produzir e poderá ser uma pessoa mais sensível a qualquer alteração durante a vida toda! Não tenho bebê mas conheço um pouquinho sobre sistema imune e sei que ele funciona assim! Kkkkkkkk! Bjos com saudades! Rafa

    Responder

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: