Ai que preguiça!!!

Hoje recebi um email da amiga Mony Luchetta dizendo que ela tava bem nesse “modelim”… achei muito bonitinho e resolvi compartilhar por aqui. Penso que grávida fica exatamente nesse “modelão”… seguem as fotos. Divirtam-se:


Trocando as fraldas

Antes de falar da minha primeira e única experiência com “trocar fraldas” vou contar duas coisas.

Primeiro que fui falar pra Maria Eduarda que ela iria ficar na casa da minha mãe um pouco pois teríamos um ‘curso para grávida’ e, lógico, tive que explicar tudo o que aconteceria lá. Falei que era pra aprender trocar fralda, dar banho, etc… A resposta dela, como sempre, foi muito simples “Aaah, mas não precisa ir. Você compra uma boneca do tamanho da Angelina que eu te ensino pq eu mesma troco as minhas bonecas sozinha”. Pronto, assunto resolvidíssimo né.

A segunda coisa é que, logo que a Luiza foi pra casa, liguei pra Érika e lá estava ela que tinha acabado de fazer a primeira troca de fralda em casa e sozinha. O comentário foi a resposta para a simplicidade da Maria: “lá no curso eles ensinam trocar, mas a boneca não escorrega, não chora, não mexe”. Ri muito, não sei se de achar graça ou de desespero.

A Érika nunca tinha trocado uma fralda antes… já eu, aaaah, como sou experiente nesse assunto, rsrsrsrs.

Agora vou contar a história da Mariana, minha ‘filha’ mais velha. Nos conhecemos fazendo aula de balé lá na casa de cultura, não sei nem quanto tempo faz. Um tempo depois da gente se divertir muito juntas ela ficou grávida. Foi um período difícil, ela era bem novinha, solteira e cheia de sonhos. Porém, tudo passou e ela, guerreira como é, não desistiu de lutar pela sua paixão que é a dança. E venceu! Mais de 6 anos depois e ela continua linda e dançando 🙂

Bom, nesse começo foi bem complicado e pra ela não parar de dançar fizemos um acordo. A Júlia nasceu dia 3 de junho. Em agosto começaram as aulas do segundo semestre na Casa de Cultura. Ela gostava mais do contemporâneo e eu do balé clássico. Então combinamos assim- eu passava na casa dela e íamos as três pra aula, enquanto eu fazia o clássico ela cuidava da Júlia e depois a gente trocava de função (observem que isso começou 2 meses após o parto).

Porém, a Julia pilantrinha, gostava muito da aula de clássico e dormia lindaaaaa enquanto a mamãe e a tia faziam aula. Nem um piu se ouvia dentro do carrinho. Era só começar a aula de contemporâneo (momento de responsabilidade da tia) que ela acordava. E lá vai a tia pra lá e pra cá com ela. Logo nos primeiros dias dessa função (olha lá se não foi logo no primeiro dia) a Julia linda da tia resolveu fazer uma coisa muito simples: cocô.

Pronto, estava instaurado o desespero. Eu não queria atrapalhar a Mari que estava se recuperando fisicamente e emocionalmente na aula. E também nao poderia ficar com a Julia cheia de cocô andando pra lá e pra cá. Lembro-me como se fosse hoje, nós duas, cúmplices, no banheiro da Casa de Cultura. Naquelas bolsas de mãe e bebê tem de tudo né. Abri, peguei o que acreditei ser necessário, estendi o trocador na pia do banheiro e comecei a função instintivamente e desesperadamente.

Não sei se foi o fresquinho do banheiro, a minha cara de desespero ou que eu era muito boa no que tava fazendo, mas enquanto eu quase chorava a Julia, acreditem, ria… e, no meu ver, ria demais para um bebê, eu nem sabia que ela seria capaz de tanto com tão pouco tempo. E quando mais eu mexia com ela e dizia “tá engraçado judiar da tia né”, mais ela ria.

Pois bem, como vocês pode ver, eu já tenho uma experiência com trocar fraldas.

Abaixo segue uma foto minha com a Jujuba logo que ela nasceu… e outras duas com a Luiza dia desses, como podem ver, minha destreza com bebês é impressionante…. To contando com aquela “coisa sem explicação” que dizem ser adquirida logo no parto.

Julia com 20 dias

 

Luiza e eu em momentos de tensão

 

e depois relaxamos e nos entendemos

A primeira festa da Angelina

Domingo, dia 20/03, foi o Chá de Bebê na casa da vovó Zete. Consideramos que esta seria a primeira festa da Angelina e tudo foi preparado com muito carinho, contando com a ajuda de toda a família – papai, irmã, vó, vô, tio, tias. E dessa união tivemos uma tarde muito gostosa e divertida.

Particularmente, não gosto muito das tradicionais brincadeiras e melecas dos chás (desde o chá de cozinha não foram muito tradicionais). Para não ficarmos sem diversão, optei por contratar o Mágico Kadu (www.magicokadu.com.br) que animou a mulherada e as crianças que estavam lá.

Os presentes foram todos lindos e super especiais. Tentei muito colocar o nome certinho em cada um para lembrar na hora que olhar, ms na hora da farra muitos acabaram se perdendo. Portanto, quando você vir a Angelina usando algum presente seu, não se sinta aborrecida se eu não comentar nada e nem se sinta envergonhada de dizer “eu que dei”, rsrsrs. O mesmo aconteceu com os presentes do casamento e ainda não consegui uma técnica muito organizada para resolver isso.

Bom, já falei demais, é hora de mostrar as fotos da diversão. Beijos pra todos e boa noite 🙂

o livro de recados decorado pela vovó Zete

Leques de lembrancinha - participação do papai, mamãe e irmã. Fotos do tio Evandro e montados pela vovó Zete e vovô Zezinho

Faixa feita pela Maria Eduarda para "colocar no portão e as pessoas saberem qual a casa certa"

Fotos do papai, mamãe e irmã... com quem será que a Angelina vai parecer mais?

Bolo de fraldas emprestado da tia Érika e da Luiza. Brigadeiros de copinho feitos pela mamãe e pela irmã.

O presente do mágico que, no final, era o segredo de um truque.

Muita atenção!!!

A Taimara passou o maior medo de perder a "onça".

Até nevou...

tá faltando a Julia e a Luiza!!!

E na hora de abrir os presentes foi uma farra.

Só fico babando em tanta coisa linda 🙂

Angelina e Miguel batendo papo 🙂

Fotos: Juliana Merengue

Cardápio da festa:
Cachorro quente da vovó Zete (que o papai Daniel cortou o pão e passou maionese)
Sanduíche (requeijão, presunto e mussarela) da mamãe
Patê de atum da mamãe com torradas
Bolo de milho da vovó
Bolo de côco da tia Tóia
Bolo prestígico da tia Kelly
Brigadeiro de copinho da mamãe e da irmã
Refri e água
Ah, e o vovô Zezinho também comprou sorvete de palito, mas a festa e o papo estavam tão bons que ficou tudo no congelador, hehehe.

Agradecemos muito o carinho e a presença de todos. Foi além de especial 🙂

Beabá Bebê – Unimed

Semana passada começamos o curso Beabá Bebê na Unimed de Rio Preto. Amigos já fizeram e gostaram e nós também recomendamos.

A primeira aula foi só de apresentação e é muito divertido ver tantos casais vivendo as mesmas experiências. A fala dos maridos são as mais engraçadas. Teve um que, depois de tanto ouvir falar de cuidados com o umbigo, comentou “pensei que cortasse o umbigo na hora que nasce”; coitada dessa mãe, hehehehe.

Enfim, fica mais essa dica para futuras mamães. A inscrição pode ser feita no site www.unimedriopreto.com.br. Abaixo vai a programação para entenderem o que acontece por lá.

Ah, e muito importante: o curso é para o casal. Homens não precisam se envergonhar, essa troca de experiências é muito bacana e sua participação é fundamental 🙂

1º Encontro – Apresentação do programa
2º Encontro – Nutricionista e Fisioterapeuta
3º Encontro – Obstetra
4º Encontro – Aleitamento Materno
5º Encontro – Vínculo com a Psicóloga
6º Encontro – Banho e cuidados com o bebê
7º Encontro – Dentista e Debate
8º Encontro – Encerramento com entrega de certificado e presente

As gestantes são divididas em grupos conforme a sua idade gestacional,
podendo sugerir o dia de sua preferência. Este dia poderá ser
alterado conforme a necessidade do programa. O curso é semanal,
com duração de 8 semanas, as inscrições podem ser feitas em
qualquer período da gestação, porém, a gestante iniciará o curso
após o sexto mês de gestação. A gestante tem direito a um
acompanhante durante o curso.

Clique aqui e faça a sua inscrição.

Brechózinho – Fantasias “super poderosas”

2 Fantasias “As meninas super poderosas” – produto novo
tamanhos – 6 e 12
contato: Mariana Borges – marianasjrp@hotmail.com

Para fazer seu anúncio de COMPRA, VENDA, TROCA OU DOAÇÃO, envie um email para contato@karinarocha.com.br com fotos e/ou informações do seu produto e os seus dados para contato. As informações serão de sua responsabilidade e não estarei envolvida nas negociações.

32 semanas

Domingo foi dia de fazer fotos e videos do barrigão. O tio, padrinho e fotógrafo Evandro Rocha (http://www.evandrorocha.com.br) usou e abusou em mais uma demonstração de talento e criatividade. E, claro, muito coruja cheio de carinho e dedicação.
Foi uma tarde tão gostosa que até o sol resolveu aparecer e nos permitir sair do estúdio direto pra piscina e fazer também o video mais lindo do mundo, heheheh.
Espero que possam se divertir também com nossas imagens 🙂


Ações e reações

Olá!!! Para terminarmos a sexta-feira hoje vou falar umas barbaridades do corpo de grávida que nunca ouvi nem li com muita clareza de informações.
Primeiro quero registrar que li o Manual do Grávido e um detalhe interessante é que eles explicam para os homens que são três as fases da gravidez (divididas em trimestres) e que o 2o trimestre é considerado o trimestre de ouro já que a mulher não tem os enjoos do começo nem os incomodos do final. E isso é um fato importante pois é muito real.
Comigo na verdade os incomodos estão aparecendo mais agora, quando falta menos de 2 meses. Vamos lá.
Sempre fui meio fresca com relação ao marido no sentido de acreditar que aquelas intimidades mais íntimas não precisam ser compartilhadas. Exemplos: número 2 fazemos de porta fechada, o marido nunca soltou aqueles famosos e estrondosos gases na minha frente (nem por cima nem por baixo) e eu tb nunca fiz isso na frente dele. Acho que perde um pouco mais o encanto e ele também sempre se comportou assim e acho ótimo.
Só que agora sou uma grávida e cheguei a conclusão que além de gordinha, fiquei porca (rsrsrs). Tenho tido muita azia e um aumento excessivo de saliva, tem hora que escapa aquela chuva sem eu poder controlar, até evito falar perto das pessoas (eca!).
Coca-cola (que no começo da gravidez eu jurei que só iria tomar depois de terminar de amamentar) tem sido a minha salvação justamente porque ajuda arrotar. (eca! nro 2)
Com o aumento do útero e a pressão interna, aumentam também os gases que saem por baixo. Ou seja, é pum toda hora e nem sempre dá tempo de correr pro banheiro. (eca! nro 3)
Outro detalhe estranho é que faz um tempo já que não consigo enxergar aquela minha amiga que mora ali embaixo… fico imaginando como os barrigudinhos sofrem já que passam a vida inteira sem ver o próprio “amigo”.
Sem contar o peso a carregar e as dificuldades para levantar, sentar, andar… por vezes pareço uma pata, em outras uma sapa. O marido ri, mas acho porque ele é bonzinho e tem paciência.
Tenho dormido pouco, amanheço cansada e com cara de poucos amigos. E hoje particularmente sinto que fui atropelada por um caminhão. As amigas aqui do Ibilce já diagnosticaram e a boa notícia é que deve passar amanhã… o meu problema de hoje é, simplesmente, A VIRADA DA LUA.
Angelina está bem, mexendo, pulando, se divertindo aqui dentro. É muito engraçado ver as formas que a barriga toma, ela vai prum lado e pra outro. De vez em quando fica muito dura e depois volta ao normal. Já falaram que são as primeiras contrações e que é assim mesmo.
Bom, com tudo isso que estou contando para alegrar a sexta-feira de quem não está passando por isso (sim, eu sei que vocês estão rindo de mim) quero deixar registrado que ser mãe é a melhor coisa do mundo e que, mesmo com tantas ações e reações, tenho tido toda paciência do mundo e tento controlar a ansiedade para esperar que Angelina chegue na hora que ela quiser… estamos aqui para passar por tudo o que for necessário 🙂
Grande beijo e ótimo fds!!!!
Fiquem com Deus!!!

mais “artes” de carnaval

E no fim do carnaval foi a vez do tio Evandro fazer arte com a Angelina. Usando a técnica light paint tivemos uma linda foto da barriga de 31 semanas. Amamos!!!!

Escolhas

Sempre fui festeira e isso é fato conhecido de todos. Meus carnavais foram dos mais variados possíveis… desde criança lá em Nipoã minha mãe sempre tinha uma fantasia nova para minha folia. Na adolescência chegou a vez de curtir o bloco dos “canabraba” (sendo que eu nem sabia direito o que era isso, mas tava lá na folia). Quando mudei pra Rio Preto tudo mudou um pouco e os carnavais eram sinônimos de viagens – tive carnaval badalado na praia, carnaval aventureiro fazendo rapel, mergulhos em cachoeiras e escaladas em paredões. E tive também carnavais deprê sem amigos nem ninguém por perto. De tudo um pouco.
O Daniel não é muito adepto à folia (pelo menos não da maneira que eu era antes) e desde que nos conhecemos os carnavais têm sido mais um feriadão que aproveitamos pra ficar com as famílias.
Esse ano a família fomos nós mesmos e nossa casa, quase não saímos da toca – e a chuva colaborou também né. No dia 06 foi niver dele, Maria e eu fizemos bolo de chocolate, brigadeiro. Recebemos a família dele que veio cumprimentá-lo. Meus pais também passaram por aqui.
Na segunda meu pai veio e eles pintaram o quarto das princesas. Ficou um sonho. A d.Geny (que fez o kit do berço e da cama) ligou dizendo que posso buscar na quarta-feira. O quarto vai ficar lindo, um quarto de revista do jeito que nossas riquezas merecem.
Já que foi necessário tirar tudo do quarto, cama, edredon, etc Maria aproveitou o dia de folga e de chuva para fazer o seu próprio castelo no meio da sala. Com vista privilegiada para o Discovery Kids. E assim foram os dias de chuva em casa.
E assim foi meu carnaval: em casa, curtindo família, cozinhando. Sem nada de especial, com tudo de especial na minha vida mas, principalmente, sem aquele vazio no fim da noite que eu sempre encontrava quando caia exausta na cama pós balada.

(mas se o marido se animasse, eu bem que colocaria a Angelina pra cair no samba…)

Estreando o brechózinho

Estréia hoje no blog o Brechózinho. Espero que gostem e participem 🙂

Como ainda não tenho nada de bebê sobrando (muito pelo contrário) resolvi disponibilizar essas duas “tentações” do meu armário por alguns motivos:
– comprei dias antes de saber que estava grávida, usei 2 vezes cada um deles;
– o número do meu pézinho aumentou, já me avisaram que não voltará ao normal;
– e, nessa altura de salto, duvido muito que eu vá conseguir subir pelos menos por um ano.

Então, segue o primeiro anúncio para estrear esse espaço:

Sapatos Arezzo, meia-pata, número 34. Bem novinhos e confortáveis.
R$40,00 cada (menos da metade que paguei)
contato@karinarocha.com.br

Para fazer seu anúncio de COMPRA, VENDA, TROCA OU DOAÇÃO, envie um email para contato@karinarocha.com.br com fotos e/ou informações do seu produto e os seus dados para contato. As informações serão de sua responsabilidade e não estarei envolvida nas negociações.